O Mantouxou teste de tuberculina, é usado diariamente em consultas em todo o mundo e serve para detectar pessoas que tiveram contato com bacilos da tuberculose, micobactérias, responsáveis ​​pela tuberculose. Todas as pessoas que já foram infectadas com tuberculose desenvolvem defesas contra o bacilo, causando uma infecção no corpo ou não. Essas defesas reativas permanecem no corpo silenciosamente e reativam quando são encontradas novamente com o bacilo.

Este teste procura reativar essas defesas e identificar uma reação que demonstre essa sensibilidade. Para isso, antígenos do bacilo da tuberculose são injetados na pele. Os antígenos são pedaços da bactéria, purificados e sem capacidade de causar uma infecção ativa. Eles são injetados na derme, na espessura da pele, com uma agulha pontiaguda e permanecem aguardando o aparecimento de uma reação imune ou não.

É usado em todas as situações em que você deseja descartar uma infecção tuberculosa ativa ou latente. Deve-se ter em mente que a tuberculose é uma infecção cuja gravidade depende principalmente do estado imunológico do paciente, pois o exame será realizado em todas as situações que supõem uma imunossupressão importante, como a infecção pelo HIV ou a tomada de drogas biológicas. Também é usado quando se deseja descartar a infecção por tuberculose em pessoas que tiveram contato conhecido com pacientes com tuberculose.

O teste é muito simples e barato. Não é um desconforto muito importante para o paciente, apenas uma pequena punção no antebraço. Graças a este teste, decisões importantes podem ser tomadas no manejo da tuberculose ou outras patologias complexas que supõem uma alteração do sistema imunológico. Não há possibilidade de complicações graves, por isso é usado diariamente em consultas médicas em todo o mundo.

teste de Mantoux (aka. PPD ou TST) | Quimica | Khan Academy (Outubro 2019).