Um estudo realizado por cientistas do Centro Nacional de Pesquisa Oncológica (CNIO) descobriu uma rota genética através da qual a vitamina D pode prevenir o aparecimento de câncer de bexiga, uma neoplasia da qual 11.200 novos casos são diagnosticados por ano. Espanha

Durante a pesquisa, publicada no Journal of the National Cancer Institute, foram analisadas amostras de sangue de mais de 2.000 pessoas - algumas que já haviam sido diagnosticadas com câncer de bexiga e outras saudáveis ​​- de 18 hospitais espanhóis. , e foi observado que os indivíduos com os níveis mais altos de vitamina D tinham um risco menor de sofrer desse tipo de câncer, enquanto naqueles com os níveis mais baixos, esse risco aumentava.

Os pesquisadores descobriram que a vitamina D regula a expressão de uma proteína -FGFR3-, envolvida no desenvolvimento do câncer de bexiga

Em ensaios in vitro, os autores do trabalho provaram que a vitamina D regula a expressão de uma proteína - FGFR3 - envolvida no desenvolvimento do câncer de bexiga. De acordo com os dados coletados no estudo, o efeito protetor foi ainda mais pronunciado em pacientes com tumores mais agressivos.

Esta pesquisa faz parte do Estudo Espanhol do Câncer de Bexiga (EPICURO), que conta com apoio e financiamento internacional, e que visa avaliar, entre outros, fatores genéticos e não genéticos relacionados ao risco de desenvolver esta patologia, bem como sua prever

Os cientistas que participaram do estudo consideram que as conclusões obtidas sugerem que aumentar a contribuição desta vitamina, tanto através de alimentos e suplementação, como através de um aumento controlado na exposição à luz solar, poderia contribuir para prevenir o aparecimento de câncer de bexiga, e também ser eficaz como um adjuvante no tratamento de pacientes diagnosticados com esta doença.

⭐️❤️ O câncer morre quando você come estes 10 alimentos Consuma os todos os dias!/Dicas de Saúde (Setembro 2019).