Um novo estudo relaciona o consumo de bebidas açucaradas com 180.000 mortes anuais em todo o mundo, e aponta que o México é o país onde a maioria das mortes ocorre - 24.000 apenas em 2010 - como resultado de doenças associadas ao abuso desses produtos.

Não é a primeira vez que os especialistas alertam sobre os riscos de consumir bebidas açucaradas em uma base regular, como tem sido provado que eles podem aumentar as chances de desenvolver doenças como diabetes, síndrome metabólica, pressão alta e assim por diante.

O novo estudo, desenvolvido pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard (Boston, EUA), e recentemente apresentado no Congresso da National Heart Association dos Estados Unidos, relaciona o consumo de bebidas açucarado com o aumento de Índice de massa corporal (IMC), que é associado, por sua vez, às mortes causadas por diabetes, doenças cardíacas e câncer.

A maioria das mortes - 78% - ocorre nos países menos desenvolvidos, com o maior número de mortes devido ao abuso de bebidas açucaradas na América Latina e no Caribe.

As conclusões do documento baseiam-se na análise de estudos realizados em 114 países - 60% da população mundial - sobre o número de mortes e hábitos nutricionais, bem como dados fornecidos pelo OMS Global Disease Study 2010.

Os pesquisadores analisaram esses dados juntamente com o consumo de refrigerantes e sucos açucarados e concluíram que o consumo dessas bebidas causou 180 mil mortes por ano, atribuindo 133 mil ao diabetes, 44 mil a doenças cardiovasculares e 6 mil a vários tipos de câncer. A maioria das mortes - 78% - ocorre nos países menos desenvolvidos, registrando América Latina e Caribe o maior número de mortes devido a essa causa - 38.000 - comparado a 25.000 mortes por ano nos Estados Unidos.

Especialistas acreditam que mais estudos devem ser realizados sobre o impacto dessas bebidas na saúde da população, e concordam com a importância de que o consumidor esteja bem informado sobre as características e a contribuição energética do que é consumido. A este respeito, o novo Regulamento Europeu sobre Rotulagem, que entrará em vigor em 2016, será de grande ajuda e fornecerá informações sobre as propriedades nutricionais de cada produto.

REFRIGERANTE ALIMENTO OU VENENO? REFRIGERANTE MATA, DR LAIR RIBEIRO (Setembro 2019).