Um grupo de pesquisadores alemães do centro médico universitário de Freiburg criou uma nova ferramenta de diagnóstico, que é eficaz na determinação da alergia ao veneno de algumas picadas de insetos, como abelhas ou vespas. A descoberta foi apresentada no XXX Congresso Anual da Academia Europeia de Alergia e Imunologia Clínica (EAACI, por sua sigla em inglês), realizada de 11 a 15 de junho em Istambul (Turquia).

Até agora, nos testes que foram usados ​​para determinar a alergia a este tipo de veneno, geralmente havia um efeito indesejado chamado dupla positividadee relacionado a reações cruzadas ou CCDs. Com este novo teste é possível eliminar este problema e, portanto, determinar exatamente o que o veneno produziu ou pode produzir a reação.

O novo teste permite determinar exatamente qual veneno produziu ou pode produzir a reação

A descoberta tem muita relevância porque esse tipo de reação pode ser bastante grave, e até causar o conhecido como choque anafilático, Isso coloca em sério perigo a vida do sujeito. Essa ferramenta pode discriminar entre reações reais e "falsas" e, portanto, ajudar os alergologistas a saber se a causa é a abelha ou o veneno da vespa.

Desta forma, uma vez que o causador é determinado, a reação pode ser evitada. Nesse sentido, vários estudos determinaram que o tratamento ideal da alergia a veneno é a imunoterapia do veneno.

Fonte: EUROPA PRESS

885-3 Protect Our Home with L.O.V.E., Multi-subtitles (Outubro 2019).