Um novo tratamento para combater a hepatite C, que tem sido eficaz em até 80% dos pacientes atingidos por esta doença, acaba de ser aprovado pela Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos de Saúde para uso em nosso país.

Atualmente, as pessoas que sofrem de hepatite C crônica - na Espanha, estima-se que existem cerca de 700.000 pacientes - seguem um tratamento que combina dois medicação: ribavirina e alfa-interferon peguilado, mas só é eficaz em metade dos pacientes e, mesmo nesses casos, muitos sofrem uma recaída mais tarde.

O novo medicamento é administrado juntamente com a terapia convencional e, nos testes realizados, curou 79% dos pacientes que não receberam tratamento prévio e 84% daqueles que sofreram recaída.

O telaprevir, o novo medicamento, é administrado por via oral juntamente com a terapia convencional e, nos testes realizados, curou 79% dos pacientes que não receberam tratamento prévio e 84% daqueles que sofreram recidiva a doença.

Segundo o Dr. Rafael Esteban Mur, chefe do Serviço de Hepatologia do Hospital Vall d'Hebrón, em Barcelona, ​​esta droga é capaz de eliminar o vírus, o que será um grande benefício para os pacientes, já que a hepatite C crônica pode se degenerar cirrose e câncer de fígado, ambas patologias muito sérias.

Entre as vantagens da nova terapia, além de sua grande eficácia, especialistas destacam que ela age muito rapidamente, de modo que o tratamento pode durar apenas seis meses, aproximadamente a metade do que dura até agora. .

Cientistas testam a Aveloz ,planta encontrada no Brasil, no tratamento de doenças graves ,como (Setembro 2019).