O desenvolvimento da linguagem das crianças pode ser prejudicado quando elas usam chupeta ou chupam os polegares por muito tempo. Estas são as conclusões de uma equipe de pesquisadores do Clube de Reabilitação de Leones Cruz do Sul, no Chile, liderada por Clarita Barbosa, que avaliou as relações entre os comportamentos de sucção, deixando de lado a amamentação, e distúrbios de linguagem, em 128 crianças pré-escolares da Patagônia (Chile), com idade entre três e cinco anos.

Durante o estudo, publicado na revista "Biomed Central Pediatrics", os cientistas reuniram informações dos pais sobre os comportamentos de alimentação e sucção de seus bebês, e avaliaram a linguagem falada das crianças, descobrindo que aquelas crianças que usavam chupeta ou chuparam o dedo por mais de três anos, tiveram três vezes mais chances de apresentar complicações no desenvolvimento da linguagem. Eles também observaram que atrasar o uso de uma mamadeira até a criança ter pelo menos nove meses reduz o risco de desenvolver distúrbios de linguagem mais tarde.

Segundo esses dados, Clarita Barbosa afirma que a sucção, independentemente da amamentação, pode ser prejudicial para o correto desenvolvimento da linguagem em crianças pequenas, e que é necessário levar em conta os resultados do estudo, pois nas últimas décadas ampliou o uso de chupetas e mamadeiras.

COMO ESTIMULAR A FALA DAS CRIANÇAS - CRIAR E CRESCER (Outubro 2019).