Da Sociedade Espanhola de Imunologia Clínica e Alergia Pediátrica (SEICAP) alertam para o aumento dos casos de alergia a nozes em crianças durante as festividades de Natal. Isso porque, neste momento, muitos produtos feitos com esses alimentos são consumidos (nougat, polvorones, maçapão ...) e como a alergia não se manifesta até as crianças terem servido dois ou três anos, os pais não sabem que seus filhos eles têm esse problema

A alergia a nozes causa sintomas como distúrbios digestivos, urticária, asma ou rinite, entre outros; Além disso, como adverte Marisa Ridado, da Unidade de Alergia do Hospital Terrassa (Barcelona), torna-se muito perigoso em alguns casos, porque pode dar origem a uma reação anafilática que poderia acabar com a vida do paciente se não for intervir a tempo .

Os especialistas recomendam que os pais dêem aos filhos um a um, sem misturá-los e em pequenas quantidades, para detectar qual deles causa o distúrbio.

Na Espanha, entre 3 e 8% das crianças são alérgicas a qualquer alimento, especialmente ovo e leite, cuja incidência está aumentando nos últimos anos nos países desenvolvidos, possivelmente porque cada vez mais produtos estão sendo consumidos e incorporados. em sua composição, uma grande quantidade de aditivos que, segundo os especialistas, predispõem o organismo a reagir contra essas substâncias. Por isso, os especialistas recomendam que os pais dêem aos filhos um a um, sem misturá-los, e em pequena quantidade, para detectar qual deles causa o distúrbio, já que eles podem ser alérgicos a um único fruto. , ou para vários.

Um dos tratamentos que está sendo testado com sucesso em crianças que foram diagnosticadas com alergia a um determinado alimento, é dar pequenas quantidades dele para induzir seu corpo a tolerá-lo, e evitar futuras reações indesejadas quando o paciente consome um produto que contém vestígios desse alimento.

Seitan Recheado com Farofa (Especial de Natal com VegetariRANGO) (Setembro 2019).