Desde que o bebê nasce até completar 18 meses, é necessário aplicar 15 injeções para protegê-lo contra doenças infecciosas como sarampo, rubéola ou caxumba.

Graças às vacinas, a incidência deste tipo de patologias diminuiu significativamente, no entanto, para os bebés, não é agradável receber uma punção. Alguns estudos recentes mostraram que dar ao bebê uma colherada de açúcar diluído em água atenua a sensação de dor causada pela injeção.

Uma nova pesquisa sobre o assunto, que foi feita pelo Dr. Manal Kassab, Departamento de Saúde Materna e Infantil da Universidade de Ciência e Tecnologia da Jordânia, e foi publicada na 'Cochrane' parece também endossar esta tese.

O açúcar pode ativar produtos químicos ou entrar em contato com receptores de sabor que induzem uma sensação de bem-estar ao bebê

A equipe liderada pelo Dr. Kassab analisou 14 estudos anteriores e 1.551 bebês cujas idades variavam de um a doze meses. As concentrações de açúcar que foram administradas a crianças foram variáveis ​​e as medidas de dor foram diferentes, mas os pesquisadores descobriram que quando os bebês receberam o composto doce alguns minutos antes de administrar a injeção, as crianças não choraram ou choraram muito. menos durante a imunização.

Embora os autores do trabalho expliquem que é necessário coletar mais dados para entender como o açúcar ajuda a aliviar a percepção da dor e qual é a dose mais adequada e a melhor maneira de administrá-la, eles também consideram que há evidências e que quando recebem a O açúcar chora menos ou nem chora.

Quanto ao mecanismo de ação pelo qual o açúcar funciona nesses casos como analgésico, de acordo com Kassab, pode ser devido ao fato de que ele ativa substâncias químicas ou entra em contato com receptores gustativos que induzem uma sensação de bem-estar ao bebê. O especialista acredita que novos estudos devem ser conduzidos com foco na dose ideal de açúcar e na maneira mais apropriada de administrá-lo.

Como curar a dor de garganta com limão (Setembro 2019).