Estresse, ansiedade ... estamos cansados ​​de ouvir que a sociedade de hoje está nervosa. E nós já sabemos, a maioria deles sofreu em nossa própria carne, algumas das manifestações de estresse no corpo: dores de cabeça, dores de estômago ou desconforto muscular são apenas alguns deles. Mas, talvez, algo que receba menos atenção, mas que não seja menos importante, é que o estresse e o nervosismo deixam uma marca nos dentes e nas mandíbulas.

O bruxismo é uma das principais conseqüências, que se não for tratada adequadamente pode levar ao desgaste das partes, desconforto nas articulações ou dores de cabeça. Herpes, aftas, cárie dentária ou mau hálito podem ser outros problemas resultantes de um alto nível de estresse ou ansiedade.

"Todos os dias, e como resultado do estresse, há mais casos de bruxismo, já que se estima que até 20% dos adultos tenham esse sintoma", afirma o diretor médico da Vitaldent, Dr. Gustavo Camañas. O bruxismo é um hábito nocivo, caracterizado pelo forte contato dos dentes superiores e inferiores, nos quais os dentes trituram inconscientemente. "Embora essa situação também possa ocorrer durante o dia, é mais frequente acontecer durante a noite, enquanto adormecemos, já que liberamos involuntariamente o acúmulo de estresse do dia".

Se esta condição não for tratada, pode levar ao desgaste dos dentes e até sofrer dores no pescoço, cabeça, coluna e nas articulações mandibulares. Atualmente, existem vários tratamentos multidisciplinares para resolvê-lo: como colocar uma tala de descarga para evitar o contato dos dentes superiores e inferiores ou realizar tratamentos com a Ortodontia, caso o bruxismo seja causado por má colocação dos dentes.

Dente decadente e mau hálito causado pelo estresse

E não sobra nada, se você quiser atrasar sua consulta com o dentista, tenha em mente que o estresse é a segunda causa de cáries após o acúmulo de placa bacteriana causada pela má higiene dental. Isso porque "se você sofre estresse regularmente, aumenta a acidez da saliva, além de diminuir a quantidade de salivação, atacando diretamente o esmalte, camada natural que protege nossos dentes", explica o diretor médico da Vitaldent.

Altos níveis de ansiedade podem desencadear o aparecimento de herpes labial. Segundo o especialista, "o herpes é produzido por um vírus que habita os nervos faciais. Aproveite os momentos em que o corpo tem menos defesas, como as causadas por episódios de estresse, para se reproduzir.

Também pode ser culpado de mau hálito, especialmente devido a problemas de estômago e digestão que isso acarreta. Além disso, é comum que, pela rotina que carregamos, deixemos de lado hábitos tão importantes como escovar os dentes após cada refeição ou visitar o dentista, de modo que as chances de sofrer de uma condição dentária aumentem consideravelmente. Você já sabe, se você não quer que isso aconteça, controle o seu estresse, você vai cuidar da sua boca.

Fonte: Vitaldent

Estresse - Sintomas, Causas e Dicas | Edson Oliveira (Setembro 2019).