Esqualeno, um hidrocarboneto extraído de óleo de fígado de tubarão, provou ser eficaz na prevenção do acúmulo de triglicerídeos que estão envolvidos no metabolismo dos ácidos graxos, favorecendo assim o tratamento da esteatose hepática, uma patologia popularmente conhecida como fígado gordo.

Pesquisadores espanhóis do Centro de Pesquisa Biomédica em Rede-Fisiopatologia da Obesidade e Nutrição (CIBERobn) realizaram um estudo, que foi publicado no Journal of Proteomics - a revista da European Proteomics Association -, para testar as propriedades. de esqualeno em ratos de laboratório.

O esqualeno também está presente em alimentos de origem vegetal, como germe de trigo e azeitonas

O Dr. Jesus Osada, que liderou o estudo, explicou que o hidrocarboneto modifica a expressão de 18 proteínas envolvidas em diferentes processos metabólicos e 12 relacionadas ao teor de gordura no fígado, algumas das quais impedem o acúmulo de triglicerídeos. neste órgão.

Segundo o Dr. Osada, em animais tratados com esqualeno houve também um aumento na expressão de certas proteínas cuja variação produz efeitos benéficos no fígado gorduroso.

Especialistas aproveitaram a oportunidade para lembrar a importância de pacientes com esteatose hepática não beber álcool e ter uma dieta balanceada, para facilitar a recuperação das células hepáticas.

Eles recomendaram a ingestão de alimentos de origem vegetal, que também contêm esqualeno, como gérmen de trigo, farelo de arroz e azeitonas. E eles destacam os benefícios do azeite virgem, que ajuda a prevenir o excesso de ácido graxo que tende a se acumular no fígado.

"OS ANTIGOS FAZIAM ISSO..." Desintoxicar seu fígado, | Dr Lair Ribeiro (Setembro 2019).