Segundo os especialistas, separar os dentes por razões estéticas pode produzir desde desconforto cervical e cefaleia até escoliose, pois essa intervenção produz anormalidades na cavidade oral que forçam os músculos da face e do pescoço a descompensar, que pode acabar afetando os quadris, joelhos e tornozelos. A alteração do sistema muscular resulta em desconforto nas articulações.

O desejo de ter uma boa aparência física faz com que muitas pessoas recorram a tratamentos estéticos para modificar sua fisionomia ou retificar defeitos. No entanto, a moda, ou querer parecer alguém famoso, levou muitas pessoas a exigirem procedimentos que possam colocar sua saúde em risco. Assim, especialistas alertaram para os perigos de provocar diastema ou, o que é o mesmo, peça ao dentista para separar os dentes, não para necessidades de saúde, mas para mudar sua imagem e se parecer com celebridades como Madonna ou Vanessa Paradis.

A moda, ou querer parecer uma celebridade, levou muitas pessoas a exigirem procedimentos que possam colocar sua saúde em risco.

Para provocar diastema é utilizado um dispositivo transparente, 'invisalign', cuja função é corrigir defeitos da prótese - como quando os dentes estão muito próximos ou separados, ou a mordida é cruzada, por exemplo - e que neste caso é usado com o objetivo de separar os dentes um milímetro ou um milímetro e meio, o que acontece após dois ou três meses.

No outro extremo, outra tendência de moda atual que os especialistas também desencorajam é a aglomeração de dentes, isto é, forçando a prótese a produzir o 'dente duplo', algo que acontece naturalmente em algumas crianças quando ela não existe. espaço suficiente na cavidade bucal, e esse é um procedimento muito requisitado em países como o Japão, por considerarem que isso dá ao sorriso uma aparência infantil.

VOCÊ SABIA QUE TEM OURO NA SUA CASA ? VEJA QUE INTERESSANTE (Setembro 2019).