O sessões de psicoterapia Eles incluem técnicas de relaxamento e novas maneiras de se manter ativo. Se a melhoria na qualidade de vida do paciente é levada em conta, a psicoterapia é relativamente mais barata que o tratamento convencional.

Pesquisadores da Universidade de Warwick (Reino Unido) realizaram um estudo com 600 pacientes com dor crônica na parte inferior das costas, em que 400 receberam seis sessões de terapia cognitivo-comportamental usadas para tratar transtornos mentais, como depressão ou depressão. a ansiedade, de hora e média de duração. O objetivo das sessões foi incentivar mudanças de atitudes, enfocando os aspectos positivos.

A Dra. Zara Hansen, que colaborou nesta pesquisa, explica que nas sessões técnicas de relaxamento foram praticadas e novas formas de se manter ativo para que os pacientes superassem o medo de se machucar novamente.

Os outros 200 participantes receberam o tratamento convencional, neste caso, uma base de analgésicos e reabilitação física. Os resultados do estudo, publicado na última edição da revista The Lancet, revelam que as pessoas que recebem sessões de psicoterapia têm duas vezes mais chances de se recuperar de sua doença, em comparação com aquelas que recebem tratamento convencional.

Psicoterapia

É um tratamento que se baseia nos sintomas psíquicos ou físicos manifestados pelo indivíduo e que geram desconforto, para favorecer uma série de mudanças no comportamento do paciente que lhes permitem adaptar-se ao seu ambiente e melhorar sua saúde e bem-estar. normalizar as suas relações com os outros e a sua integração na sociedade.

Os pesquisadores também analisaram o custo de ambos os tratamentos e, levando em conta a melhora na qualidade de vida do paciente, concluíram que a psicoterapia era relativamente mais barata. Eles enfatizam que a importância do achado é que os tratamentos para dor nas costas usados ​​até agora não mostraram eficácia a longo prazo.

Dr. Hansen afirma a este respeito que a melhoria dos pacientes pode ser mantida até um ano depois de aprender a administrar sua situação. Na opinião do médico, embora a dor na região lombar seja um problema físico, ela influencia significativamente a maneira como o paciente a assume para controlá-la adequadamente.

Dor nas costas e estresse

O estresse favorece o desenvolvimento de contraturas musculares e, como conseqüência, a dor nas costas aparece. As estruturas nervosas são estimuladas pelo estresse e a percepção da dor se intensifica. Além disso, o estresse pode favorecer um tipo de atitude em relação à dor que aumenta o risco de ocorrer ou prolongá-la por mais tempo. Essa atitude pode ser tomada por diferentes razões:

  • Postura negativa à dor, acreditando que ela continuará, incapacitando o paciente e permanentemente diminuindo sua qualidade de vida.
  • Redução da atividade física e abuso de medicação sintomática, devido ao medo da dor.
  • Falta de autoconfiança para lidar com a dor e a incapacidade que isso implica.
  • Tornar médicos ou outros profissionais de saúde, familiares, parceiros responsáveis ​​pelo controle da dor ...

Exercícios de Alongamento de 1 Minuto para Reduzir a Dor nas Costas (Setembro 2019).