Um grupo de especialistas em odontologia do CEU-UCH descobriu que o ácido metafosfórico tem a capacidade de melhorar a resistência de obturações dentárias e prolongar sua duração.

A pesquisa que demonstrou a maior eficácia desse ácido em relação ao ácido ortofosfórico, atualmente utilizado por cirurgiões-dentistas, foi realizada em colaboração com professores de universidades do Brasil, da Itália e do Reino Unido, e seus resultados publicou na revista internacional Revista de Odontologia.

Utilizando o ácido metafosfórico, os recheios não se degradam com o tempo e sua vida útil é alongada, o que evita problemas de saúde bucal, além de uma economia econômica

De acordo com o estudo, o ácido metafosfórico proporciona uma melhor adesão dos materiais com os quais os dentes são restaurados, e utilizado a 40% causa a desmineralização e precipitação do fosfato de cálcio, de modo que protege o colágeno na interface do adesivo utilizado com dentina.

Graças a esse processo, os recheios não se degradam com o passar do tempo e sua vida útil é prolongada, o que evita problemas de saúde bucal a longo prazo, além de economia econômica.

Embora a aplicação de ácido metafosfórico exija 60 minutos, comparados aos 10 e 20 minutos necessários para a aplicação do ortofosfórico a 37%, os autores da pesquisa consideram que vale a pena gastar mais tempo no tratamento de tecidos para prevenir vazamentos que ocorrem em alguns casos no presente e que levam ao fracasso dos referidos tratamentos. Portanto, eles recomendam que ensaios clínicos de longo prazo sejam realizados com diferentes tipos de adesivos e materiais de restauração, a fim de verificar a eficácia a longo prazo deste produto.

Dica da Jana #291 Emulsificante - Por Janaina Suconic (Setembro 2019).