Um estudo revelou que quando as crianças que viajam de carro o fazem em uma cadeirinha de criança colocada na direção oposta ao veículo, elas têm um risco 75% menor de sofrer uma lesão em caso de acidente de trânsito.

O estudo foi realizado pela RACE e Cybex em colaboração com a Direção Geral de Trânsito, que recomenda, portanto, que as crianças viajem sempre orientadas desta forma até que tenham pelo menos dois anos de idade, embora a regulamentação em vigor no atualmente não especifica a orientação em que o sistemas de retenção para crianças em carros.

Quando o sistema de retenção para crianças é colocado contra a direção da viagem, ele oferece maior proteção à criança se houver um impacto frontal

RACE e Cybex fizeram dois testes seguindo os mesmos critérios e usando dois assentos do grupo I - de 9 a 18 quilos de peso - aprovados, que foram colocados no banco de trás do veículo (atrás do copiloto), e em que eles sentaram uma boneca que imitava as características de um bebê de 18 meses. Eles descobriram que quando a cadeira foi colocada na direção oposta à marcha, as chances de lesão foram reduzidas em 75%.

Segundo especialistas, quando a cadeira está localizada na direção oposta à marcha, oferece maior proteção à criança se houver um impacto frontal, pois no deslocamento do bebê que causaria esse impacto as cargas seriam distribuídas entre a cabeça, o pescoço e as costas. se a criança viaja na mesma direção, as vértebras cervicais - ainda imaturas nessa idade - tomariam a pior parte porque a cabeça puxa o pescoço e o resto do corpo, e não seria forte o suficiente para proteger a medula. espinhal

Em 2011, o número de crianças que sofreram ferimentos graves em acidentes de trânsito que não estavam protegidos por um sistema de retenção para crianças aumentou na Espanha. A isto devemos acrescentar que em uma pesquisa conduzida por RACE e Cybex, na qual participaram 1.000 motoristas, metade deles acreditava que era mais seguro que o assento da criança fosse colocado na direção da viagem. Portanto, ambas as empresas lançaram uma campanha de informação que inclui as principais questões que devem ser levadas em conta ao comprar e usar um sistema de retenção infantil para o carro.

Vrum responde: andar com rotação baixa causa prejuízo? (Setembro 2019).