De acordo com dados de um dos mais de 250 estudos realizados sobre a relação entre oração e saúde, as pessoas que se exercitam regularmente, tomam medicamentos para reduzir o colesterol e oram, podem aumentar sua expectativa de vida entre três e cinco anos. médio.

Já em 1998, uma equipe dos EUA realizou um estudo para avaliar os efeitos terapêuticos da oração na saúde. Eles analisaram mais de 2.200 pessoas que sofrem de câncer. Aproximadamente 70% deles admitiram ter rezado para curar sua doença e 72% disseram que se sentiram melhor.

Agora, outro estudo, cujos resultados a revista publicou Jornal do Conselho Americano de Medicina Familiar, mostra que os sujeitos que recorrem à oração, reduzem a incerteza e o estresse, e têm a sensação de algum controle sobre sua saúde.

O chefe de Psiquiatria do Hospital Ramón y Cajal, Jerónimo Sainz, afirma que as pessoas religiosas costumam ter características psicológicas que podem ter uma influência benéfica sobre sua saúde, pois tendem a cuidar melhor de si e incorrer em comportamentos menos arriscados.

Francisco Gil, coordenador da Unidade de Psico-oncologia do Instituto Catalão de Oncologia de Barcelona, ​​explica que, além disso, a fé ajuda a lidar com situações adversas e dá sentido à vida, tanto no caso de pessoas doentes como naqueles que têm um bom estado de saúde.

6 ASSUSTADORAS PROFECIAS PARA 2018 (Setembro 2019).