Diversos estudos têm associado o consumo regular de nozes Com a prevenção de doenças cardiovasculares, no entanto, parece que essas nozes continuam a oferecer surpresas. Assim, uma pesquisa recente realizada na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) mostrou que a qualidade do esperma também melhora, incluindo 75 gramas de nozes na dieta diária, o que ajudaria a promover a fertilidade masculina.

Pesquisadores daquela universidade realizaram um estudo - cujas conclusões acabam de ser publicadas em Biology of Reproduction -, que revelou o efeito positivo da ingestão de nozes sobre a qualidade do esperma. No estudo - no qual participaram 117 homens com idades entre 21 e 35 anos - os voluntários foram divididos em dois grupos, e 75 gramas de nozes foram adicionados à dieta diária de um desses grupos, enquanto o resto do grupo os voluntários continuaram com sua dieta habitual, mas evitando comer nozes.

O esperma de homens que comeram nozes melhorou em termos de concentração, mobilidade, vitalidade, forma e características cromossômicas

De acordo com a professora Wendie Robbins, principal autora da pesquisa, eles observaram que os espermatozóides dos homens que comeram nozes melhoraram em termos de concentração, mobilidade, vitalidade, forma e características cromossômicas. Também melhorou seu perfil lipídico, confirmando os dados obtidos em estudos anteriores que apontaram o efeito benéfico do consumo de nozes nos fatores de risco cardiovascular. Nos homens que não tomaram nozes, ao contrário, nenhuma mudança foi vista.

Os autores do trabalho relataram os efeitos benéficos das nozes na saúde dos espermatozóides com seu alto conteúdo de ácido alfa-linolênico (ALA), ácidos graxos ômega-3 de origem vegetal, cuja ação poderia ser reforçada por antioxidantes e micronutrientes que também estão presentes nesta fruta seca.

Além disso, de acordo com o estudo, seu alto nível de ALA está associado a uma diminuição na incidência de aneuploidia, que consiste em um número anormal de cromossomos que podem causar malformações genéticas, como a síndrome de Down. Portanto, os pesquisadores acreditam que a dieta do homem não afeta apenas a sua capacidade reprodutiva, mas também pode influenciar a saúde do futuro bebê.

Fonte:Associação Espanhola de Urologia (AEU)

Os 10 principais alimentos que aumentam a fertilidade e qualidade de seu espermatozoide (Setembro 2019).