O consumo de pão diminuiu em Espanha em 9,5% durante o ano passado, de acordo com José Miguel Herrero, diretor-geral adjunto da Cadeia Alimentar do Ministério do Meio Ambiente e Assuntos Rurais e Marinhos, durante a apresentação em Madrid do Livro Branco do Pão.

Nesta reunião, os especialistas concordaram em afirmar que pão não só não te engordadesde que a dieta e os hábitos alimentares estejam corretos, mas seja um alimento que favoreça nosso equilíbrio nutricional, pois fornece energia e alguns nutrientes essenciais, como carboidratos, fibras, vitamina B, ferro e zinco, além de considerável quantidade de magnésio, potássio, vitamina B2, vitamina B6, niacina e ácido fólico.

Além disso, lembre-se que é um alimento fundamental para as crianças, e que seu consumo em quantidade adequada está associado à redução de muitas doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer.

Segundo dados do ministério referentes ao mês de setembro de 2009, o consumo per capita é de 80 gramas por dia, enquanto nos anos 70 a média por habitante era de 300 gramas.

Essa diminuição deve-se a diversos motivos, entre os quais se destacam o surgimento de novos produtos industriais que o substituíram, o conhecimento escasso sobre os benefícios nutricionais do pão e o erro generalizado entre a população de acreditar que "o pão engorda".

José Miguel Herrero aponta que devemos tentar recuperar e impulsionar o consumo de pão. Para melhorar o estado nutricional da população, este especialista considera essencial banir os mitos que estão associados a esse alimento e que não são verdadeiros, e relatar suas grandes propriedades e potenciais benefícios à saúde.

MITOS SOBRE A DIABETES QUE VOCÊ DEVE ESQUECER COMPLETAMENTE (Setembro 2019).