Os especialistas concordam que permanecer ativo, fisicamente e mentalmente, é essencial se quisermos envelhecer de maneira saudável. É demonstrado que o fato de estudar tem benefícios para o cérebro tão positivo quanto prevenir e reduzir o risco de depressão ou o desenvolvimento de demências.

Vários estudos científicos mostraram que o exercício do cérebro previne ou retarda a deterioração cognitiva associada à idade. Os especialistas recomendam estudar, aprender uma nova língua ou fazer atividades diferentes e desconhecidas que envolvam um esforço e requeiram atenção. Mesmo algo tão simples como usar a mão esquerda - ou a mão direita, se você for canhoto - para escovar os dentes ou qualquer outra atividade diária simples, ajuda a melhorar plasticidade cerebral.

A capacidade de adquirir novos conhecimentos é mantida nos seres humanos ao longo da vida, desde que não haja nenhum problema físico que os impeça. Continuar aprendendo no estágio adulto não é apenas possível, mas necessário, estimula memória e outras funções do cérebro, melhorando a capacidade analítica, tomada de decisão e resolução de problemas.

Atender classe também mantém você fisicamente ativo e permite banir sentimento de solidão e a sensação de que você é dispensável para a sociedade, algo bastante comum a partir de uma certa idade e que geralmente é o ante-room de uma depressão.

Outro dos maiores benefícios de estudar em idade avançada é melhorar nossa capacidade de estabelecer novas e diferentes relações sociais, algo que é um desafio pessoal quando temos jovens como colegas que dobram ou triplicam sua idade. Além disso, a interação entre pessoas de diferentes gerações é enriquecedora para todos; pense que você também tem muito a contribuir com os outros.

Embora a princípio você possa se sentir inseguro diante de novos desafios, quando perceber que é capaz de alcançar o que propôs a você, auto-estima vai melhorar. Além disso, atualizar seus conhecimentos e ser informado sobre o que acontece ao seu redor favorece integração em uma sociedade em constante mudança.

Benefícios do Exercício Físico e Dieta a partir dos 50 anos (Outubro 2019).