Um estudo da Universidade de Michigan, nos EUA, publicado na revista Journal of Biological Chemistry, revelou que a lectina (BenLec), uma substância natural presente nas bananas, é tão eficaz contra o HIV quanto duas drogas usadas no tratamento.

As lectinas são proteínas que se ligam ao açúcar e têm a capacidade de identificar patógenos externos, como vírus, e se ligam a esses invasores. Os autores do estudo descobriram que a BenLec, a lectina da banana, pode suprimir a infecção pelo vírus da AIDS juntando-se à proteína do HIV-1-gp120-, que contém açúcar e impedindo sua entrada no corpo.

Depois de desenvolver um método para obter BenLec a partir de bananas, os cientistas descobriram que sua eficácia anti-HIV é semelhante à de duas drogas usadas atualmente para tratar a doença: T-20 e maraviroc.

O diretor do estudo, Michael D. Swanson, explica que o vírus HIV pode sofrer mutação e tornar-se resistente aos medicamentos usados ​​para combatê-lo; no entanto, isso é mais complicado com o uso de lectinas, porque elas se ligam a açúcares em diferentes áreas do envelope do HIV, o que forçaria o vírus a desenvolver inúmeras mutações para evitá-las.

Agora, Swanson e sua equipe pretendem desenvolver um método para modificar o BenLec para que suas possibilidades de uso na prática clínica possam ser melhoradas. Embora possa levar anos até que essa substância possa ser usada no tratamento do HIV, os pesquisadores acreditam que seria útil, tanto isoladamente quanto em combinação com outras drogas, e ressaltar que com a BenLec as terapias seriam mais baratas e forneceriam proteção. mais ampla.

¿Plátanos con VIH? (Setembro 2019).