Professores da Escola Superior Técnica de Engenharia Agronômica e Meio Ambiente (ETSIAMN), da Universidade Politécnica de Valência (UPV), desenvolveram em parceria com pesquisadores do Instituto Universitário de Engenharia de Alimentos para o Desenvolvimento um lanche de maçã com probióticos que, em crianças infectadas pela bactéria Helicobacter pylori, alivia os sintomas e diminui o risco de desenvolver uma úlcera na vida adulta.

A incidência dessa bactéria é muito comum entre os menores, afetando até 20% das crianças em idade escolar nos países desenvolvidos e até 80% nos países subdesenvolvidos. Um dos problemas com essa bactéria é que geralmente leva muito tempo para identificar ou até mesmo não ser diagnosticado, e entre seus efeitos podemos achar que pode causar gastrite, úlcera estomacal e até câncer gástrico na vida adulta.

Noelia Betoret, professor do ETSIAMN e investigador principal deste projeto, enfatiza que "o tratamento com antibióticos é o único efetivo contra a infecção por essa bactéria e, portanto, capaz de eliminar os sintomas". "No entanto, cada vez que a bactéria é mais resistente aos antibióticos, a dificuldade de tratamento aumenta. Com os lanches que desenvolvemos, podemos aliviar os sintomas causados ​​pelas bactérias ", acrescenta.

Estes novos snacks de maçã foram criados graças a uma tecnologia que permite incorporar ingredientes alimentares na estrutura de alimentos porosos, como frutas e legumes. Nos novos lanches, microorganismos com efeito probiótico foram incorporados à maçã. Desta forma, o resultado é que, além de ser um produto natural da fruta, torna-se um produto com potencial efeito contra a infecção causada pelas bactérias. Helicobacter pylori.

Fonte: EUROPA PRESS

Saúde - 5 alimentos que combatem a H. pylori (Setembro 2019).