Um relatório da União Européia de Gastroenterologia (UEG) alerta para a sérios riscos de saúde para o consumo de álcool, embora de forma moderada, e insiste que o abuso desta substância é a causa de metade dos cancros do fígado que são diagnosticados na Europa, e que a sua ingestão está diretamente associada com sete tipos de cânceres digestivos, e também com o de mamãe em mulheres que bebem mais de um copo de vinho ou cerveja por dia.

Cerca de 60 tipos de doenças estão relacionadas à ingestão de bebidas alcoólicas. Por exemplo, tomar um par de bebidas diárias contendo álcool aumenta as chances de desenvolver câncer colorretal em até 21%, e apenas uma por dia já aumenta o risco de câncer de esôfago. E a probabilidade de sofrer de câncer pancreático é muito maior em pessoas que sofrem alcoolismo e eles bebem mais de quatro ou cinco drinques por dia, comparado ao resto da população

Beber um par de bebidas por dia contendo álcool aumenta as chances de desenvolver câncer colorretal em até 21%, e mesmo apenas um por dia já aumenta o risco de câncer de esôfago

Estes dados alarmantes são aqueles recolhidos no relatório preparado pela UEG, cujos especialistas acreditam que os cidadãos europeus não estão conscientes dos perigos do consumo de álcool para a saúde, e pedem que seja lançada uma campanha de informação para explicar os links. - cientificamente comprovado - entre o abuso de álcool, especialmente quando acompanhado uso de tabacoe o surgimento de vários tipos de câncer, entre outras patologias.

Europa Oriental, liderando o caminho no consumo de álcool

O documento da UEG afirma que a região da Europa é o maior consumo de álcool do mundo, com uma média de dois drinques por dia e, na Europa, os países que lideram a lista dos maiores bebedores são a Lituânia (com 18 litros de álcool puro por pessoa por ano), República Checa, Roménia, Bulgária e Croácia. De fato, e de acordo com os dados manejados pela UEG, na Europa Oriental, o risco de morrer devido a causas associadas ao consumo de álcool é sete vezes maior do que na área do Mediterrâneo.

Por esta razão, e como explicou Paul Fockens, o próximo presidente da UEG, é de vital importância que na Europa haja uma mudança de atitude em relação ao consumo de álcool e sejam tomadas medidas para evitar esse vício, uma vez que as conseqüências sociais e de saúde são imensas.

???? 4 PERIGOS ESCONDIDOS NA CARNE DE PORCO QUE A MAIORIA DAS PESSOAS NÃO SABE! (Novembro 2019).