Um novo método de triagem, desenvolvido nos Estados Unidos, permite o diagnóstico de autismo precoce, objetivo e preciso, utilizando uma técnica que mede pequenas flutuações no movimento e usando um mapa digital em tempo real do paciente, capaz de detectar com precisão o grau em que seus padrões de movimento diferem das pessoas que estão se desenvolvendo normalmente.

Este sistema, que pode identificar os tipos de autismo e acompanhar o progresso individual de cada paciente no desenvolvimento e tratamento, pode ser usado com crianças que não falam - mesmo com bebês - e também com adultos.

"Este sistema pode mudar a maneira como as crianças com autismo aprendem e se comunicam, porque as ajuda a desenvolver a auto-motivação"

Jorg V. José, físico teórico e neurocientista computacional da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, explicou que a pesquisa oferece a possibilidade de detectar autismo em uma idade muito mais jovem, que também permite que a terapia comece mais cedo. Os pesquisadores também acreditam que essa ferramenta pode mudar a maneira como crianças com autismo eles aprendem e se comunicam porque isso os ajuda a desenvolver a auto-motivação.

A equipe de cientistas desenvolveu um suporte digital, com desempenho semelhante ao Wii, e expôs 25 crianças autistas - a maioria das quais não se expressou verbalmente - a vários conteúdos, como seus programas de televisão favoritos, vídeos de si mesmos, videoclipe, etc, e aprendi a comunicar o que eles queriam através de movimentos simples.

Elizabeth Torres, uma das diretores do estudo, explicou que quando as crianças vêem uma conexão de causa e efeito, elas se movem deliberadamente, e a ação se torna um comportamento intencional. As crianças espontaneamente aprenderam a controlar seu corpo para transmitir e alcançar o que queriam, e esse conhecimento foi mantido ao longo do tempo.

5 Passos para o Diagnóstico do TEA (Setembro 2019).