A Confederação dos Consumidores e Utilizadores (CECU), por ocasião da apresentação do seu calendário para 2010, que tem como título 'consumo responsável, mudança de hábitos', aponta que 28% dos cidadãos espanhóis consomem medicamentos que não foram prescritos pelo médico e que, 30% deles são antibióticos.

O CECU defende a responsabilidade pelo uso de drogas, porque o uso racional ajudará a melhorar a saúde dos consumidores. Por isso, alertam que é necessário ler o folheto que acompanha os medicamentos e nunca se automedicar, lembrando que os medicamentos que não serão consumidos devem ser reciclados, utilizando os pontos SIGRE (localizados nas farmácias). .

A Confederação também se refere aos direitos dos pacientes, que foram reconhecidos na Europa, e incluem desde que o paciente receba um tratamento individualizado e tenha tempo suficiente durante a consulta, até que seja compensado caso ocorra negligência médica.

No que diz respeito ao uso de cosméticos, o calendário pede que os cidadãos sejam críticos em relação aos produtos que são apresentados como "milagrosos". Ana Etchenique, vice-presidente do CECU, explica que a eficácia desses produtos é discutível e que a publicidade que eles servem é geralmente enganosa.

LA GRIPE DE 1918 19 (Setembro 2019).